Palavras ao vento



Palavras ao vento

Dizem que palavras o vento leva, creio que sim...

Descobri há pouco mais de um ano o quanto gosto de escrever, passear pelas veredas da escrita, pelas vielas das palavras e pelos corredores das frases.

Percorro com pressa cada letra tentando aproveitar os segundos que escorrem pelos meus dedos.

Meu coração bate rápido, minha respiração fica ofegante, traço frases e versos como se fossem uma subida de montanha, escalo verbetes, adjetivos e substantivos, pinto sentimentos através de palavras.

Procuro criar uma arte, como um pintor, mas meu pincel é um lápis.

Procuro esculpir uma estátua e com minha talhadeira desbasto meu coração e os fragmentos que saem dele são letras, palavras. .
Palavras o vento leva e eu espero que leve, para os corações sedentos de esperança, de vida, de alegria.

Palavras o vento leva e eu espero que leve, para os olhos que perscrutam a superfície em busca de alento.

Palavras o vento leva e eu espero que leve, as almas nobres e gentis que lerão estas linhas para que ouvidos atentos ouçam a canção falada, que fala de sentimento, de movimento, de um tal descobrimento.

Palavras o vendo leva e eu espero que leve, que outros descubram suas paixões, que dias alegres e ensolarados se formem nas mentes antes sombrias por estarem com suas janelas fechadas.

Palavras o vento leva e eu espero que leve, que me leve, que me eleve, que me pouse sobre a neve, mesmo que seja breve, apenas me deixe leve.

Palavras o vento leva...
Para onde ele quiser...
Para quem ele quiser...

Ele nunca para de soprar.

Autor: Anderson Ribeiro Sousa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vale do Trovão

A represa!

Quando te Conheci