Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

Amar é andar na beira do abismo!

Imagem
Amar é andar na beira do abismo! Vejo várias fórmulas, as pessoas criam uma planilha mental do que esperar do parceiro, um checklist com pontuações, a tal reciprocidade, o amor parece ter virado uma ciência exata baseado em fórmulas, em cálculos ou ideologias disso e daquilo.O amor não consegue hoje IRROMPER as diferenças, as visões. As pessoas querem ter razão, querem ter platéia, querem ter um fã cego.  Amar é andar na beira do abismo, do desconhecido, você se esforça em ter cuidado mais ainda é um risco, você anda na beirada mesmo no fundo tendo medo de cair, mas a visão lá de cima é maravilhosa, com o tempo o medo passa, com o tempo as almas se entrelaçam, me refiro a pessoas que se jogam, pessoas que não tem uma lista da tal reciprocidade, até porque o AMAR É UM ATO DE EXTREMA ENTREGA E CUIDADO DO OUTRO, não me refiro a colocar a outra pessoa em um pedestal, mas sim de cuidar um do outro, de abrir mão de coisas um pelo outro, mas obviamente não abrir mão de sonhos e se

Ponto de Inflexão

Imagem
Ponto de Inflexão Às vezes a vida te bate tão forte que ocorre uma inflexão em sua existência, uma mudança de caminho. Então você se torna quem jamais imaginou ser. E fica aquela pergunta implícita: Se a pancada não viesse eu mudaria? Talvez não! Não tenha medo de ser quem você nunca foi, talvez o projeto inicial tenha sido este e você o abandonou por medo. Talvez estivesse em sua vida inteira interpretando um "papel" sendo alguém que só existia e não VIVIA. Não sei se é o seu caso, não sei se está estagnado. Mas se você sente que falta algo, ou se não sente nada, então pode ter algo errado. Só tem respostas quem começa a perguntar, só acha quem procura, a porta só é aberta para quem bateu nela antes e aguardou ela se abrir! Faça uma autobusca dentro de si mesmo e se reencontre, entre nos recônditos e antecâmaras de si mesmo, ressuscite sonhos antigos que abandonou. Estranhamente assombroso como Deus faz com que TODAS AS COISAS CONTRIBUAM PARA O BEM DAQUELES QUE O AMAM. Mesmo

Desconhecimento

Imagem
Desconhecimento Andando pelas pradarias, sigo sentindo o vento e o sussurro do tempo, caminho há tanto tempo que já desconheço aquele sentimento de arrebatamento, aquele sentido que ao olhar direto nos olhos do outro corre um frio pela espinha, aquele sentimento que só de estar perto emudece os lábios que se atraem para se tocarem. Em alguns momentos afugento o cupido com seu insano arco e flexa que insiste em tentar me acertar, outros momentos eu torço para que me acerte. Fiquei tão hábil em não sentir, em me fechar que acho difícil tentar e me jogar. Mas que saudade daquele sentimento que inunda o pensamento e estremece o coração, que saudade ter saudade de alguém, sentir o emergir do amor vindo das profundezas do coração. Desconheço hoje o amar com a alma, desconheço hoje os caminhos para o meu próprio coração. Alguns dizem que ele virá sem eu suspeitar, simplesmente irá me abordar, e aportar seu navio em minha vida me convidando para zarpar. E o medo do mar? E o medo de