Montanha ou sereia?

Montanha ou sereia?

Meu corpo precisa de movimento senão começo a pifar.

A criatividade cai, a necessidade de levar o corpo a exaustão e sentir aquele cansaço gratificante.

As enzimas circulando pelo meu organismo, a mente tunada, meus sentidos aguçados, minha visão de mundo ampliada!!!!

Preciso disso, dessa explosão.

É como se fosse uma bomba que detonamos para quebrar, arrancar as pedreiras da nossa estagnação... 

Uma explosão que abre fendas em nossos pensamentos e nos levam a um momento de equilíbrio mental e emocional.

Uma força motriz que me leva pra cima a conquistar um cume...

A sensação indescritível de prazer em olhar o mundo do alto e ter a sensação de conclusão.

Levar as lições de resistência ao retornar para a minha rotina de negócios.

São atividades que nos tornam imparáveis, nos jogamos contra a montanha de forma a conquistá-la e no final descemos apaixonados.

Ela que nos engana e mostra iscas, as montanhas são como sereias que enfeitiçam marujos incautos com suas belas canções sussurradas ao vento e chegando aos nossos corações.

Eu não tenho mais força para resisti-las, eu não tenho mais poder contra elas, sou dominado por aqueles monumentos rochosos e sucumbo a sua beleza.

 

Autor: Anderson Ribeiro Sousa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vale do Trovão

A represa!

Quando te Conheci